Scott Weiland morreu de overdose acidental de cocaína, álcool e MDA

0
599

Scott Weiland morreu de overdose acidental (sem intenção de se matar) de cocaína, álcool e metilenodioxianfetamina (MDA). O Hennepin County Medical Examiner, em Minneapolis, nos Estados Unidos – próximo ao local onde o ex-vocalista do Stone Temple Pilots foi encontrado –, confirmou a notícia nesta sexta, 18. Também foi divulgado que Weiland possuía histórico de doenças cardiovasculares, asma e dependência de substâncias múltiplas.

Scott Weiland: 20 canções essenciais.

O ex-vocalista do Velvet Revovler foi encontrado morto no último dia 3 de dezembro, depois de desmaiar enquanto dormia em uma parada de turnê em Bloomington, Minnesota. Ele estava em excursão com uma nova banda de apoio, o Wildabouts, e estava escalado para tocar no Medina Entertainment Center, em Medina (Minnesota) naquele dia, mas o show foi cancelado.

No dia depois da morte dele, a polícia de Bloomington revelou que eles descobriram uma pequena quantidade de cocaína na cama do ônibus em que o corpo de Weiland foi encontrado. O vocalista tinha um longo e público problema com o vício. As autoridades também informaram que prenderam o baixista do Wildabouts Tommy Black por suposta posse de cocaína. Ele foi liberado um dia depois.

Scott Weiland: a entrevista perdida da Rolling Stone EUA.

A notícia da morte de Weiland foi divulgada há duas semanas, na sexta-feira, 4. Nos dias seguintes, diversas homenagens foram feitas: comunicados divulgados pelas bandas Stone Temple Pilots e Velvet Revolver (aqui), pela ex-esposa de Weiland Mary Forsberg (aqui), performances em tributo de Chris Cornell (aqui) e Corey Taylor com Dave Navarro (aqui).
Source: ROLLINGS STONE