Retrospectiva 2015: Mais um ano no mundo rock n’ roll

0
613

Mais um ano se aproxima do fim, pelo menos se você segue o calendário gregoriano, e mais uma vez aqui estamos para relembrar alguns dos shows, lançamentos e acontecimentos que deixaram marcas na história do rock n’ roll. Alguns mais, outros menos marcantes, é verdade, mas só cada um de nós pode dizer o que é ou não relevante em nossa vida, não é mesmo?

Para alegrar essa leitura e entrar no clima de fim de ano, vou colocar umas canções natalinas e também faixas de discos comentados para acompanhar o texto. A primeira não é novidade, mas é essa maravilha de interpretação dos mestres do heavy metal, Ronnie James Dio e Tony Iommi, com “God Rest Ye Merry Gentlemen”:

E para ver como retrospectiva é algo presente na vida de todos, até o guitarrista e vocalista James Heatfield, do Metallica, publicou uma lista das 10 melhores coisas de 2015. Entre os itens está o encontro do músico com Robert Plant. E quem vai negar que isso é um marco na vida de qualquer um?

E novidade é o que não faltou para fãs de diversas bandas que lançaram discos em 2015. Algumas dessas bandas não lançavam álbuns com material inédito há muitos anos, como o Toto, com disco novo após uma década. O Blur também saciou seu público após 12 anos com “The Magic Whip”. Millencolin encerrou um jejum de sete anos com “True Brew”.

Os veteranos do thrash metal Nuclear Assault lançaram um EP chamado “Pounder” e, infelizmente, anunciaram o fim das atividades. Pelo menos a banda passou pelo Brasil para dizer “oi e tchau” aos fãs brasileiros. O Sonics surpreendeu com um lançamento inesperado após 35 anos “This is The Sonics”. A turnê deste trabalho trouxe o grupo ao Brasil para uma apresentação na capital paulista.

Com 18 anos de intervalo desde o último álbum, o Faith No More agraciou os fãs com “Sol Invictus” e mostrou ao público brasileiro as novidades e velharias no Rock in Rio e também em São Paulo.

Quem mais teve novidades em disco? Libertines, Refused, Coldplay, Saxon, Def Leppard, Coheed and Cambria, Chris Cornell, David Gilmour, Keith Richards, Tame Impala, Wilco, Nightwish, Ringo Starr, Scorpions, Motörhead, Avatarium, Paradise Lost e Iron Maiden, entre outros.

Entre os artistas nacionais, alguns dos que lançaram novos discos foram Pitty, Marise Marra, Titãs, Vivendo do Ócio, O Terço, Fabiano Negri, Tuatha de Danann, Vespas Mandarinas, Noturnall e Matanza. O CPM22 não lançou disco novo, mas alcançou a importante marca de 20 anos de carreira.

Já o Dr. Sin teve momentos positivos e outros nem tanto. O grupo lançou o álbum “Intactus” e posteriormente anunciou o fim das atividades após 23 anos de carreira. A turnê de despedida segue até março de 2016.

Outras bandas também anunciaram oficialmente o fim da carreira, como o Grateful Dead, Black Crowes, Black Sabbath e o Mötley Crüe, que faz o último show da carreira no dia 31 de dezembro. Por aqui o Dace of Days também anunciou um tempo na carreira.

Alguns músicos deixaram mais do que as luzes do palco em 2015. Scott Weiland, que ganhou fama nos anos 90 com o Stone Temple Pilots, faleceu no início de dezembro. AJ Pero, baterista do Twisted Sister, faleceu em março. Logo em seguida a banda anunciou uma turnê de celebração pelos 40 anos de estrada e o fim da carreira. Outros que deixaram este palco foram B.B. King, Demis Roussos (Aphrodite’s Child), Phil Taylor (ex-Motörhead), Daevid Allen (Gong) e Chris Squire (Yes). E já no finalzinho do ano, Lemmy Kilmister, baixista e vocalista do Motörhead, faleceu aos 70 anos.

O público brasileiro também sentiu a perda de um importante nome na história do rock nacional, Percy Weiss. O vocalista fez parte de bandas como Made in Brazil, Patrulha do Espaço e Harppia, e morreu em um acidente de carro no interior de São Paulo. Também faleceram este ano Renato Ladeira (Herva Doce) e Ivson Wanderlei Pessoa, o Ivinho (Ave Sangria).

Além de trazer muitas notícias sobre o mundo da música, mais uma vez diversos artistas concederam entrevistas para o Território da Música / Rock Online sobre suas carreiras e novidades. A vocalista Shirley Manson contou sobre os planos do Garbage e também sobre seus sonhos futuros. Também conversaram conosco Dave Lombardo (Philm, ex-Slayer), Wolf Hoffman (Accept), Ian Anderson (Jethro Tull), Mario Testoni (Casa das Máquinas), Fernando Deluqui (RPM), Max Cavalera (Soulfly), Martin Mendonça (Pitty), Miguel ‘Meegs’ Rascón (Coal Chamber), Ralph Scheepers (Primal Fear) e Fabio Ribeiro (Remove Silence), entre outros.

Entre algumas das notícias bacanas de 2015 que merecem ser relembradas estão a confirmação de Kiko Loureiro como integrante do Megadeth; o projeto de Till Lindemann, do Rammstein, com Peter Tägtgren, do Pain e Hypocrisy; o reestabelecimento da saúde de Bruce Dickinson, anteriormente diagnosticado com um tumor; a parceria do Franz Ferdinand com o Sparks; e o aguardado retorno de Ritchie Blackmore ao peso do rock, ainda que seja apenas por poucas apresentações na distante Europa.

E os shows? Dos pequenos aos grandes, hoje não existe desculpa para aquela banda não se apresentar em território nacional. Apesar das questões financeiras, o fã paga quanto for para ver seu ídolo um pouco mais de perto. Fizemos uma retrospectiva só dos shows e festivais de 2015 aqui.

Sem dúvida 2015 foi um ano de muito trabalho para a equipe do Território da Música poder levar até você informação e entretenimento sobre essa que é uma das maiores paixões da humanidade: a música! Que o show continue em 2016!

Para terminar, aquele nosso maior clássico natalino…

Via: Territorio da Musica

Source: Noticias Territorio da Musica