1941: A Primeira gravação de Muddy Waters

0
349
A Primeira gravação de Muddy Waters

1941: A Primeira gravação de Muddy Waters

Em agosto de 1941, durante uma viagem de pesquisa de campo no Mississippi, o folclorista Alan Lomax e o professor universitário de música John Work entrevistaram e gravaram músicos locais que estavam em busca de fama tocando blues. Entre eles, estava McKinley A. Morganfield, apelidado mais tarde de Muddy Water (o ‘s’ fora adicionado ao seu sobrenome anos depois, em Chicago).

Muddy Waters ficou assustado com a visita

Em agosto de 1941, dois homens procuravam por Muddy Waters em sua casa na plantação de Stovall, ao norte de Clarksdale, Mississippi nos EUA.

“Uh-oh! É isso aí”, Waters pensou. “Eles descobriram que eu estou vendendo uísque.” Mas, os dois estranhos não estavam interessados nisso.

Em vez disso, eles queriam ouvir sua música e gravar algumas de suas músicas para a Biblioteca do Congresso. Waters agradeceu e tocou várias músicas do folclore para Alan Lomax e para o professor de música John Work. Eles gravaram suas músicas, incluindo uma versão “crua” de “I Be’s Troubled” e conduziram uma entrevista.

Após essa entrevista, Lomax reproduziu a gravação que realizou de Waters. O momento em que Muddy Waters escuta sua voz canta pela primeira vez é possível ver no filme Cadillac Records. Ele ficou encantado com sua voz, se surpreendeu e se descobriu como cantor naquele momento.

Se descobrindo como cantor

Foi naquele momento único e estimulante que inspirou Waters a confiar em suas habilidades. Logo depois ele se mudou para Chicago, lançou sua carreira como guitarrista e cantor de blues, o que mais tarde levou ele a assinar com a gravadora Chess Records. Também, a música de Waters mais tarde inspirou Keith Richard e Mick Jagger, dos Rolling Stones, tanto que nomearam sua banda em homenagem a uma das músicas de Waters.

O áudio daquela primeira reunião realizada na plantação de Stovall sobrevive até hoje, na forma de quatro pequenos segmentos de entrevistas, gravados e lançados em CD como “The Complete Plantation Recordings”.

Em duas faixas, Work faz perguntas a Waters até Lomax assumir e terminar a entrevista. A voz do trabalho nunca mais é ouvida nas gravações, diz Robert Gordon, co-editor de “Lost Delta Found” e “Can’t Be Satisfied”, a biografia de 2002 de Waters.

Foi assim, numa pesquisa de campo de uma universidade, que buscava gravar a música e voz de uma região, que estimulou um dos maiores músicos já existentes no mundo a se aventurar na cidade grande e se tornar um ícone e precursor do gênero rock n roll.